top of page
1Sem Título 2_edited_edited.png

Doses de Inspiração

~

Conexão, inovação e educação.

Aproximando a sustentabilidade e o oceano de você.

  • Foto do escritorJuliana Poncioni

Diário de bordo: Aventura Nas Marés - Jun 2023

Atualizado: 5 de out. de 2023

Nas Marés e Wind Charter impulsionando novos velejadores e defensores do oceano

Sérgio R. Espada / © Nas Marés.

Imagine um grupo de jovens e um professor embarcando em uma jornada única, conectando-se ao oceano e aprendendo a preservar seus recursos naturais. Essa foi a experiência proporcionada por nós da Nas Marés, que a bordo de dois barcos da Wind Charter, reunimos 8 estudantes do Colégio St. Francis para viver a Aventura Nas Marés, uma expedição pela sustentabilidade e conservação do oceano.


Quer saber mais sobre como tudo isso começou?



O barco como plataforma educacional

Nesta aventura, o barco é nossa plataforma educacional, e o oceano o grande mestre, experimentando o veleiro como microcosmos para o mundo: o planeta-barco. Com esta visão e com o nosso propósito de ser um ecossistema dedicado à conservação do oceano, os participantes tiveram a oportunidade de viver a vida à bordo adotando práticas mais sustentáveis como: o uso da energia do vento para se locomover, da energia solar para funcionamento dos sistemas elétricos, o gerenciamento de recursos e o desperdício zero.


Sérgio R. Espada / © Nas Marés.

O contato com o oceano e o aprendizado sobre velejar foram essenciais para fortalecer a relação dos participantes com a natureza. A bordo dos barcos, eles se tornaram uma tripulação, assumindo o controle das embarcações e o protagonismo de sua própria jornada, sempre sob a supervisão de nossa tripulação profissional. Nas águas de Paraty, os jovens tiveram aulas sobre a leitura do vento, regulagem básica de velas, manobras, ancoragem e navegação. Aprendendo a respeitar o ritmo da natureza e a importância da auto responsabilidade no mar.



Pensar global e agir local

Além disso, uma ação muito especial marcou a expedição: um mutirão de limpeza na paradisíaca Praia da Amendoeira, na Ilha da Gipóia, área que faz parte da Estação Ecológica Tamoios – ESEC Tamoios.

A Praia da Amendoeira nos recepcionou com águas cristalinas, com mais de 15m de visibilidade, e os participantes tiveram a oportunidade de desembarcar nessa praia desabitada, que ao longe parecia intocada, mas logo após o desembarque todos foram surpreendidos com a quantidade de resíduos encontrados nas areias brancas desse paraíso. Todos os resíduos encontrados nesta e em outras praias desabitadas, são produzidos e consumidos nas cidades e, chegam as areias através de ventos e correntes marinhas. O problema é tão grande que já existem gigantescas ilhas flutuantes de plástico (fonte: ONU, 2018) no meio do oceano. Esse definitivamente é um problema global que precisa de nossa ação local.


Romulo Rosário

Com o apoio dos projetos locais, Viu? Pegou! e Opaoma, os alunos coletaram impressionantes 154,75 kg de resíduos da praia, maior parte, resíduos plásticos. Todo esse material foi destinado à JN Reciclagem, onde foi cuidadosamente triado, a parte reciclável foi encaminhada às indústrias de reciclagem, enquanto os rejeitos seguiram para o Aterro de Ariró, localizado em Angra dos Reis no Rio de Janeiro. Vale ressaltar que infelizmente, nem tudo que tem potencial de reciclagem é, de fato, reciclado. No Brasil o 4º maior produtor de plástico do mundo, apenas 1,28% é de fato reciclado (fonte: WWF).


Sérgio R. Espada / © Nas Marés.

Intercâmbio Cultural

Os alunos participaram ainda de um intercâmbio cultural, através de uma oficina com a Marulho, um negócio social local, que promove a conservação do oceano através da recuperação de redes de pesca, impedindo a pesca fantasma, e do fortalecimento da cultura tradicional caiçara. Nesta troca de saberes, os participantes tiveram o Benzinho como mestre redeiro e professor que ensinou a todos como remendar redes de pesca, assim como fazem os pescadores. Dessa forma os participantes puderam transformar redes de pesca recuperadas em uma sacolinha de hortifruti, levando para casa não apenas novas habilidades, mas também um importante símbolo de sustentabilidade.




Ao final da jornada, a aventura se tornou ainda mais emocionante com a navegação autônoma. Utilizando os conhecimentos adquiridos ao longo da expedição, os jovens definiram em equipe a rota que iríamos navegar, considerando as condições meteorológicas e questões de segurança como o tráfego de navios. A experiência íntima de responsabilidade consigo, com o outro, e com o planeta foi a inspiração deixada pela Nas Marés para a nova geração.




Assista ao depoimento de uma participante


A expedição Aventura Nas Marés contou com o apoio de organizações e empresas comprometidas com a preservação do oceano, incluindo Wind Charter, Inea, Simple Organic, Ciclo Orgânico, Marulho, Surfguru, Viu? Pegou! e Opaoma. A parceria entre essas organizações foi essencial para tornar possível o desenvolvimento de uma geração mais consciente sobre o seu impacto no meio ambiente.


Quer saber mais sobre essa incrível expedição?



Artigo produzido por:



Posted by Juliana Poncioni

Fundadora e Diretora da Nas Marés, velejadora, Engenheira Ambiental, eterna Aprendiz, multi-esportista aventureira, se dedica a viver e a educar para sustentabilidade, trazendo sua energia, criatividade e paixão a tudo o que faz, despertando curiosidade e entusiasmo àqueles ao se


Posted by Patrícia Batista

Coordenadora de Comunicação da Nas Marés, publicitária, estrategista de comunicação e designer. Focada em estratégias de comunicação direcionadas para organizações de impacto social.

31 visualizações0 comentário

Comentarios


bottom of page